Tabelas Técnicas

AÇOS para Construção Mecânica.

É muito fácil procurar o material que você precisa!
Busque pelo código, característica, ou aplicação.

Todas as informações técnicas do produto a um clique!

açovisa
Equivalentes
DIN 17210; French Norm 20MC5; European Designation 20MnCr5; EM 10084.
Composição Química
C
Mn
P
S
Si
Ni
Cr
Mo
V
Outros
0,17-0,22
1,10-1,40
0,035
0,04
0,15-0,40
-
1,00-1,30
-
-
-
Tratamento Térmico
Forj. ( )
Recoz.
Norm.
Têmpera
Meio de têmpera
Cementação
Revenimento
1150-850
830-850
930-950
780-860
910-930
150-230
Características
Aplicações
Tratamento sugerido
Media temperabilidade no núcleo e temperabilidade intermediária na superfície.
Coroas e pinhões, engrenagens para caminhões e tratores, cruzetas e árvores secundárias.
Cementação a 930°C por 8h, reaquecimento a 860°C e têmpera em óleo com agitação. Revenimento a 150°C, camanda cementada de 0,8 a 1,2 mm, DS 63 HRC DN 37 a 35 HRC.


açovisa
Equivalentes
DIN 1654-3; EM 10263; EUROPEAN DESIGNATION 16MnCr5; French Norm 16MC5.
Composição Química
C
Mn
P
S
Si
Ni
Cr
Mo
V
Outros
0,14-0,19
1,00-1,30
0,035
0,04
0,15-0,40
-
0,8-1,10
-
-
-
Tratamento Térmico
Forj. ( )
Recoz.
Norm.
Têmpera
Meio de têmpera
Cementação
Revenimento
1150-850
830-850
930-950
780-860
910-930
150-230
Características
Aplicações
Tratamento sugerido
Média e baixa temperabilidade no núcleo e temperabilidade intermediária na superfíe.
Engrenagens satélite, engrenagens e eixos em geral.
Cementação a 930°C por 8h, reaquecimento a 860°C e têmpera em óleo com agitação. Revenimento a 150°C, Camanda Cementada de 0,8 a 1,2 mm, DS 63 HRC DN 37 a 35 HRC.


açovisa
Equivalentes
COPANT 8620; SAE 8620; AISI 8620; UNS G86200; DIN 20NiCrMo2-2 (1.6523); AFNOR 20 NCD 2; JIS SNCM 220.
Composição Química
C
Mn
P
S
Si
Ni
Cr
Mo
V
Outros
0,17-0,23
0,60-0,95
0,040
0,020-0,050
0,15-0,35
0,35-0,75
0,35-0,65
0,15-0,25
-
-
Tratamento Térmico
Forj. ( )
Recoz.
Norm.
Têmpera
Meio de têmpera
Cementação
Revenimento
1100-850
855-885
870-955
870-955
-
200-300
Características
Aplicações
Tratamento sugerido
Utilizado em seções médias que requeiram temperabilidade controlada, resistência mecânica e resistência ao choque.
Parafusos sem fim e setores de direção, eixos de comandos de válvulas, árvores secundárias, engrenagens para caminhões, cruzetas, coroas, pinhões, virabrequins e rolamentos cementados.
Cementação a 925 C por 8h, reaquecimento a 845°C e têmpera em óleo com agitação. Revenimento a 230°C. PCC 1,4 mm, DS 60,5 HRC, RTC 1.203 Mpa, LEC 833 Mpa, AC 14,3% e DC 341 hb.


açovisa
Equivalentes
COPANT 8620; SAE 8620; AISI 8620; UNS G86200; DIN 20NiCrMo2-2 (1.6523); AFNOR 20 NCD 2; JIS SNCM 220.
Composição Química
C
Mn
P
S
Si
Ni
Cr
Mo
V
Outros
0,18-0,23
0,70-0,90
0,030
0,040
0,15-0,35
0,40-0,70
0,40-0,60
0,15-0,25
-
-
Tratamento Térmico
Forj. ( )
Recoz.
Norm.
Têmpera
Meio de têmpera
Cementação
Revenimento
1.100-850
855-885
870-955
845-870
900-925
200-230
Características
Aplicações
Tratamento sugerido
Utilizado em seções médias que requeiram temperabilidade intermediária, resistência mecânica e resistência ao choque.
Parafusos sem fim e setores de direção, eixos de comandos de válvulas, árvores secundárias, engrenagens para caminhões, cruzetas, coroas, pinhões, virabrequins e rolamentos cementados.
Cementação a 925°C por 8h, reaquecimento a 845°C e têmpera em óleo com agitação. Revenimento a 230°C. [PC(1,9mm), DS(61HRC), RTC(1.157MPa), LEC(833MPa), AC(14,3%) e DC(341HB)].


açovisa
Equivalentes
COPANT 4320; SAE 4320; AISI 4320; UNS G43200; DIN 15CrNi6 (1.5919); AFNOR 16 NC 6.
Composição Química
C
Mn
P
S
Si
Ni
Cr
Mo
V
Outros
0,17-0,22
0,45-0,65
0,030
0,040
0,15-0,35
1,65-2,00
0,40-0,60
0,20-0,30
-
-
Tratamento Térmico
Forj. ( )
Recoz.
Norm.
Têmpera
Meio de têmpera
Cementação
Revenimento
1100-850
830-860
900-955
815-845
900-925
150-200
Características
Aplicações
Tratamento sugerido
Profundidade intermediária de cementação.
Engrenagens para automóveis e tratores, juntas universais e correntes de acionamento de máquinas.
Cementação a 925°C por 8h, reaquecimento a 830°C e têmpera em óleo com agitação. Revenimento a 150°C. [PC(1,9mm), DS(62,5HRC), RTC(1.505MPa), LEC (1.225MPa), AC(13,5%) e DC(429HB)].


açovisa
Equivalentes
COPANT 5115; SAE 5115; UNS G51150; DIN 16MnCr5 ( 1.7131); AFNOR 16 MC 5.
Composição Química
C
Mn
P
S
Si
Ni
Cr
Mo
V
Outros
0,13-0,18
0,70-0,90
0,030
0,040
0,15-0,35
≤ 0,25
0,70-0,90
≤ 0,06
-
-
Tratamento Térmico
Forj. ( )
Recoz.
Norm.
Têmpera
Meio de têmpera
Cementação
Revenimento
1100-850
860-880
900-930
870
900-925
150-200
Características
Aplicações
Tratamento sugerido
Baixa temperabilidade, permitindo obter camada cementada com baixa a média resistência ao desgaste.
Pinos para pistões.
Propriedades após cementação: RTC(710MPa), LEC(515Mpa), AC(10,5%).


açovisa
Equivalentes
9254
COPANT 9254; SAE 9254; UNS G92540; DIN 56Si7 (1.5026); AFNOR 55 S 7.
Composição Química
C
Mn
P
S
Si
Ni
Cr
Mo
V
Outros
0,51-0,59
0,60-0,80
0,030
0,040
1,20-1,60
-
0,60-0,80
-
-
Tratamento Térmico
Forj. ( )
Recoz.
Norm.
Têmpera
Meio de têmpera
Cementação
Revenimento
1100-850
870-925
900-925
870-900
-
450-550
Características
Aplicações
Tratamento sugerido
Média Temperabilidade, utilizado em molas que necessitem resistência ao choque e em temperaturas moderadamente elevadas.
Molas helicoidais, barras de torção, arco e molas de válvula para motores de combustão interna.
Normalização a 900°C, reaquecimento a 885°C e têmpera em óleo com agitação. Revenimento a 500°C. As amostras foram tratadas num diâmetro de 25mm e as propriedades medidas num diâmetro de 12,8mm. Alongamento em barra de 50mm. Dureza após tratamento: 653HB. RT(1.350MPa), LE(1.225MPa), A(13,5%) e D(384HB).


açovisa
Equivalentes
8640 H
COPANT 8640; SAE 8640; AISI 8640; UNS G86400; DIN 42CrMo4 (1.7225); DIN 40NiCrMo2-2 (1.6546).
Composição Química
C
Mn
P
S
Si
Ni
Cr
Mo
V
Outros
0,37 - 0,44
0,70-1,05
0,030
0,020-0,050
0,15-0,35
0,35 -0,75
0,35-0,65
0,15-0,25
-
-
Tratamento Térmico
Forj. ( )
Recoz.
Norm.
Têmpera
Meio de têmpera
Cementação
Revenimento
1204
815-870
845-900
830-855
-
-
Características
Aplicações
Tratamento sugerido
Aço com temperabilidade controlada de alta resistência mecânica, boa usinabilidade, alta tenasidade, boa temperabilidade e baixa soldabilidade. Dureza superfícial deste aço temperado pode variar entre 52 e 57 HRC.
Amplamente utilizado na fabricação de eixos, bielas e virabrequins, na industria agricola, automobilistica, de máquinas e equipamentos, etc.
Normalização a 845°C, têmpera em óleo e revenimento a 540°C [RT (1035 Mpa), LE (910Mpa) A (20%) e D (331HB)].


açovisa
Equivalentes
5135
COPANT 5135; UNS G51350; DIN 37Cr4 (1.7034); AFNOR 38 C 4; JIS SCr 3 H.
Composição Química
C
Mn
P
S
Si
Ni
Cr
Mo
V
Outros
0,33-0,38
0,60-0,80
0,035
0,040
0,15-0,35
-
0,80-1,05
-
-
-
Tratamento Térmico
Forj. ( )
Recoz.
Norm.
Têmpera
Meio de têmpera
Cementação
Revenimento
1230
815-870
870-925
815-845
-
-
Características
Aplicações
Tratamento sugerido
Baixa temperabilidade, temperado em água, no caso de peças de tamanho moderado, ou em óleo, para peças de pequeno tamanho.
Parafusos de vários tipos para a indústria mecânica, sem-fins de direção, carretéis de câmbio de automóveis, eixos intermediários, pontas de eixo.
Normalização a 885°C, têmpera em água de 800-855°C e revenimento por 2h a 260°C [D=45HRC] ou 425°C [D=38HRC]. Barra de 25mm.


açovisa
Equivalentes
8640
COPANT 8640; SAE 8640; AISI 8640;UNS G86400; DIN 40NiCrMo2-2 (1.6546).
Composição Química
C
Mn
P
S
Si
Ni
Cr
Mo
V
Outros
0,38-0,43
0,75-1,00
0,030
0,040
0,15-0,35
0,40-0,70
0,40-0,60
0,15-0,25
Tratamento Térmico
Forj. ( )
Recoz.
Norm.
Têmpera
Meio de têmpera
Cementação
Revenimento
1204
815-870
845-900
830-855
-
-
Características
Aplicações
Tratamento sugerido
Média temperabilidade, apresenta as melhores características mecânicas dentro da categoria.
Peças de tamanho médio a grande para as quais um alto grau de resistência e tenacidade é exigido, como braços e pontas de eixo.
Aquecimento a 845°C, têmpera em óleo e revenimento a 540°C [RT(1.035MPa), LE(910MPa), A(20%) e D(310HB)].


açovisa
Equivalentes
6150
COPANT 6150; SAE 6150; AISI 6150; UNS G61500; DIN 50CrV4 (1.8159); AFNOR 50 CV 4; JIS SUP 10.
Composição Química
C
Mn
P
S
Si
Ni
Cr
Mo
V
Outros
0,48-0,53
0,70-0,90
0,030
0,040
0,15-0,35
-
0,80-1,10
-
0,15 (min)
-
Tratamento Térmico
Forj. ( )
Recoz.
Norm.
Têmpera
Meio de têmpera
Cementação
Revenimento
1204
845-900
870-925
845-885
-
-
Características
Aplicações
Tratamento sugerido
Aço com adição de vanádio e média temperabilidade.
Molas semi-elípticas e helicoidais, molas para válvulas (para temperaturas máximas de 350°C) e barras de torção. Perfis especiais: Molas parabólicas.
Aquecimento a 845°C, têmpera em óleo e revenimento a 540°C. [RT(1.145MPa), LE(1.000MPa), A(14,5%) e D(331HB)].


açovisa
Equivalentes
5160
COPANT 5160; SAE 5160; AISI 5160; UNS G51600.
Composição Química
C
Mn
P
S
Si
Ni
Cr
Mo
V
Outros
0,56-0,64
0,75-1,00
0,030
0,040
0,15-0,35
-
0,70-0,90
-
-
-
Tratamento Térmico
Forj. ( )
Recoz.
Norm.
Têmpera
Meio de têmpera
Cementação
Revenimento
1177
815-870
870-925
800-845
-
-
Características
Aplicações
Tratamento sugerido
Média Temperabilidade, usados na fabricação de componentes com pequena área de seção transversal submetidos a condições severas de serviço.
Parafusos, molas helicoidais, barras de torsão, barras estabilizadoras. Perfis especiais: Buchas de correntes, molas parabólicas e facas para colheitadeiras agrícolas.
Aquecimento a 830°C, têmpera em óleo e revenimento a 540°C. [RT(1.060MPa), LE(703MPa), A(17,8%) e D(293HB)].


açovisa
Equivalentes
5140
COPANT 5140; SAE 5140; UNS 51400; DIN 41Cr4 (1.7035); AFNOR 42 C 4; JIS SCr 4 H.
Composição Química
C
Mn
P
S
Si
Ni
Cr
Mo
V
Outros
0,38-0,43
0,70-0,90
0,030
0,040
0,15-0,35
0,70-0,90
-
-
-
Tratamento Térmico
Forj. ( )
Recoz.
Norm.
Têmpera
Meio de têmpera
Cementação
Revenimento
1205
815-870
860-900
815-845
-
-
Características
Aplicações
Tratamento sugerido
Média Temperabilidade.
Parafusos de alta resistência, de tampa e de cabeça chanfrada, braços de direção, grampos para feixe de mola e barra estabilizadora.
Aquecimento a 845°C, têmpera em óleo e revenimento a 540°C. [RT(883MPa), LE(689MPa), A(19,7%) e D(255HB)].


açovisa
Equivalentes
4340
COPANT 4340; SAE 4340; AISI 4340; UNS G43400; DIN 40NiCrMo6 (1.6565); JIS SNCM 8.
Composição Química
C
Mn
P
S
Si
Ni
Cr
Mo
V
Outros
0,38-0,43
0,60-0,80
0,030
0,040
0,15-0,35
1,65-2,00
0,70-0,90
0,20-0,30
-
-
Tratamento Térmico
Forj. ( )
Recoz.
Norm.
Têmpera
Meio de têmpera
Cementação
Revenimento
1.232
790-845
870-925
815-855
-
-
Características
Aplicações
Tratamento sugerido
Exibe boa resposta ao tratamento térmico, especialmente para seções grandes. Possui boa combinação de resistência, ductibilidade e tenacidade.
Virabrequins e árvore de manivelas de caminhões, tratores e automóveis, bielas, engrenagens, braços e pontas de eixo e peças temperadas de seções grandes em geral.
Aquecimento a 855°C, têmpera em óleo e revenido a 230°C por 4h, [RT(1.855MPa), LE (1.550MPa), A(12%), D(531HV)].


açovisa
Equivalentes
4140 H
COPANT 4140; SAE 4140; AISI 4140; UNS G41400; DIN 42CrMo4 (1.7225); AFNOR 40CD 4, 42 CD 4; JIS SCM4H,SCM 4.
Composição Química
C
Mn
P
S
Si
Ni
Cr
Mo
V
Outros
0,38 - 0,43
0,75-1,00
0,030
0,020-0,050
0,15-0,35
-
0,75-1,20
0,15-0,25
-
-
Tratamento Térmico
Forj. ( )
Recoz.
Norm.
Têmpera
Meio de têmpera
Cementação
Revenimento
1204
790-845
860-900
845-900
-
-
Características
Aplicações
Tratamento sugerido
Alta temperabilidade, atingindo grande profundidade de camada temperada, adequado a condições severas de fadiga, abrasão, impacto, a altas temperaturas. Ideal quando se necessita de temperabilidade controlada.
Virabrequins, bielas, juntas, estabilizadores, engrenagens, parafusos de alta resistência e grampos de feixe de mola.
Normalização a 870°C, reaquecimento a 845°C, têmpera em óleo e revenimento à 425°C RT 1450 Mpa, LE 1345 Mpa A(15%) e D (429 HB).


açovisa
Equivalentes
4140
COPANT 4140; SAE 4140; AISI 4140; UNS G41400; DIN 42CrMo4 (1.7225); AFNOR 40CD 4, 42 CD 4; JIS SCM4H, SCM 4.
Composição Química
C
Mn
P
S
Si
Ni
Cr
Mo
V
Outros
0,38-0,43
0,75-1,00
0,030
0,040
0,15-0,35
-
0,80-1,10
0,15-0,25
-
-
Tratamento Térmico
Forj. ( )
Recoz.
Norm.
Têmpera
Meio de têmpera
Cementação
Revenimento
1204
790-845
860-900
845-900
-
-
Características
Aplicações
Tratamento sugerido
Alta temperabilidade, atingindo boa profundidade de camada temperada, adequado a aplicações severas de fadiga, abrasão, impacto e tensões a altas temperaturas. Pode ser tratado termicamente após usinagem.
Virabrequins, bielas, juntas, eixos de automóveis, estabilizadores, engrenagens, parafusos de alta resistência e grampos para feixe de mola.
Normalização a 870°C, reaquecimento a 845°C, têmpera em óleo e revenimento a 425°C. [RT(1.450MPa), LE(1.345MPa), A(15%) e D(429HB)]. Barra de 25mm de diâmetro.


açovisa
Equivalentes
1541
COPANT 1541; SAE 1541; AISI 1541; UNS G15410; DIN 36Mn5 (1.1167); AFNOR 40 M 5; JIS SCMn 3.
Composição Química
C
Mn
P
S
Si
Ni
Cr
Mo
V
Outros
0,36-0,44
1,35-1,65
0,030
0,050
-
-
-
-
-
-
Tratamento Térmico
Forj. ( )
Recoz.
Norm.
Têmpera
Meio de têmpera
Cementação
Revenimento
1200+/-30
760-815
870-925
815-845
-
450-470
Características
Aplicações
Tratamento sugerido
Alto teor de manganês, garantindo pequena variação de dureza ao longo do diametro.
Pivôs e terminais de direção.
Têmpera e revenimento. [D(235-277HB)].


açovisa
Equivalentes
1070
COPANT 1070; SAE 1070; AISI 1070; UNS G10700; DIN C67S (1.1231); AFNOR XC 68; JIS S 70 C.
Composição Química
C
Mn
P
S
Si
Ni
Cr
Mo
V
Outros
0,65-0,75
0,60-0,90
0,030
0,050
-
-
-
-
-
-
Tratamento Térmico
Forj. ( )
Recoz.
Norm.
Têmpera
Meio de têmpera
Cementação
Revenimento
1150
760-815
800-880
855-885
-
-
Características
Aplicações
Tratamento sugerido
Boa resistência mecânica e capacidade de tratamento térmico. Possui boa resistência quando grandes tensões de conformação são exigidas e bons índices de dureza no produto final.
Molas de baixa solicitação e pequena espessura e ferramentas agrícolas resistentes ao desgaste.
Normalização a 885°C aquecimento a 800-815°C e têmpera em água. Revenimento por 2h a 260°C [D=55HRC] ou 425°C [D=39,5HRC]. Barra de 25mm.


açovisa
Equivalentes
1050
COPANT 1050; SAE 1050; AISI 1050; UNS G10500; DIN C50E ( 1.1206 ); AFNOR XC 50 H1.
Composição Química
C
Mn
P
S
Si
Ni
Cr
Mo
V
Outros
0,48-0,55
0,60-0,90
0,030
0,050
-
-
-
-
-
-
Tratamento Térmico
Forj. ( )
Recoz.
Norm.
Têmpera
Meio de têmpera
Cementação
Revenimento
1232
780-840
840-900
815-845
-
-
Características
Aplicações
Tratamento sugerido
Médio Carbono, com vasta aplicação.
Bielas, prato de mola, braço de direção, semi-eixos, eixos (motor de partida, alternador), anéis de junta homocinética, ferramentas manuais e comando de válvulas.
Aquecimento a 845°C, têmpera em óleo a revenimento a 595°C [RT(772MPa), LE (469Mpa), A (23%) e D (223HB)].


açovisa
Equivalentes
1045
COPANT 1045; SAE 1045; AISI 1045; UNS G10450; DIN C45E (1.1191 ); AFNOR XC 45; JIS S 45C.
Composição Química
C
Mn
P
S
Si
Ni
Cr
Mo
V
Outros
0,43-0,50
0,60-0,90
0,030
0,050
-
-
-
-
-
-
Tratamento Térmico
Forj. ( )
Recoz.
Norm.
Têmpera
Meio de têmpera
Cementação
Revenimento
1232
790-870
840-900
815-845
-
-
Características
Aplicações
Tratamento sugerido
Indicado para forjamento, com boa resposta a têmpera, porém não recomendado para cementação.
Eixos, cubos de roda, balancins, engrenagens, árvore de manivelas, pinos, parafusos, hastes de amortecedor, porcas e sapatas de trator (perfis especiais).
Normalização a 900°C, aquecimento a 830-845°C têmpera em água. Revenimento por 2h a 260°C [D=49HRC] ou 425°C [D=38,5HRC]. Barra de 25mm.


açovisa
Equivalentes
1035
COPANT 1035; SAE 1035; AISI 1035.
Composição Química
C
Mn
P
S
Si
Ni
Cr
Mo
V
Outros
0,32-0,38
0,60-0,90
0,03
0,05
-
-
-
-
-
-
Tratamento Térmico
Forj. ( )
Recoz.
Norm.
Têmpera
Meio de têmpera
Cementação
Revenimento
1232
790-870
840-900
830-855
-
-
Características
Aplicações
Tratamento sugerido
Médio teor de carbono com aplicações variadas, indicado para forjamento com boa resposta para têmpera
Eixos, pinos, alavancas, molas de baixa solicitação.
Austenitizar a 900°C, têmpera em água com forte agitação. Revenir a 400°C por 2h DS 38 a 42 HRC.


açovisa
Equivalentes
1030
COPANT 1030; SAE 1030; AISI 1030; UNS 10300; DIN C30E (1.1178), AFNOR XC 32; JIS S 30 C.
Composição Química
C
Mn
P
S
Si
Ni
Cr
Mo
V
Outros
0,28-0,34
0,60-0,90
0,030
0,050
-
-
-
-
-
-
Tratamento Térmico
Forj. ( )
Recoz.
Norm.
Têmpera
Meio de têmpera
Cementação
Revenimento
1232
870-910
870-910
855-870
900-925
-
Características
Aplicações
Tratamento sugerido
Têmpera em água, utilizado em peças de moderada resistência. Pouco mais resistente que os aços com menor quantidade de carbono.
Alavancas, selos de molas, parafusos, pinos e porcas. Como arame, é utilizado para fabricar pregos com haste de alta resistência e temperados.
Aquecimento a 870°C, têmpera em água e revenimento a 540°C. [RT(595Mpa), LE (440Mpa), A (28,2%) e D (170HB)].


açovisa
Equivalentes
1020
COPANT 1020; SAE 1020; AISI 1020; UNS 10200; DIN C22 (1.0402); AFNOR XC 25; JIS S 20 C.
Composição Química
C
Mn
P
S
Si
Ni
Cr
Mo
V
Outros
0,18-0,23
0,30-0,60
0,030
0,050
-
-
-
-
-
-
Tratamento Térmico
Forj. ( )
Recoz.
Norm.
Têmpera
Meio de têmpera
Cementação
Revenimento
1260
870-900
900-955
790
900-925
-
Características
Aplicações
Tratamento sugerido
Maior resistência e menor deformabilidade que o 1016. Utilizado em condições nas quais o endurecimento superficial é necessário, mas a resistência do centro não é crítica.
Eixos de grande seção que não sofrem grandes solicitações. Molas com alta resistência ao desgaste, pinos e correntes endurecidos e aros de rodas automotivas (perfis especiais).
Cementação a 915°C por 8h, reaquecimento a 790°C e têmpera em água. Revenimento a 175°C. [RT(521Mpa), LE(302MPa), A(31,3%) e D(156H)].


açovisa
Equivalentes
1018
COPANT 1018; SAE 1018; AISI 1018
Composição Química
C
Mn
P
S
Si
Ni
Cr
Mo
V
Outros
0,15-0,20
0,60-090
0,03
0,05
-
-
-
-
-
-
Tratamento Térmico
Forj. ( )
Recoz.
Norm.
Têmpera
Meio de têmpera
Cementação
Revenimento
1260
850-900
900-955
870-900
900-925
120-205
Características
Aplicações
Tratamento sugerido
Carbono médio a baixo e boa usinabilidade em copmparação com as séries com menor quantidade de carbono.
Pinos e eixos que não sofrem grandes solicitações.
Não é usualmente aplicado, propriedades após laminação RT -400 Le220 Al 25% D 116 HB.


açovisa
Equivalentes
1015
COPANT 1015; SAE 1015; AISI 1015.
Composição Química
C
Mn
P
S
Si
Ni
Cr
Mo
V
Outros
0,13-0,18
0,30-0,60
0,030
0,050
-
-
-
-
-
-
Tratamento Térmico
Forj. ( )
Recoz.
Norm.
Têmpera
Meio de têmpera
Cementação
Revenimento
1260
540-730
900-955
900-925
900-925
120-205
Características
Aplicações
Tratamento sugerido
Utilizado em aplicações que não necessitem alta resistência mecânica, devido a sua alta deformabilidade.
Pinos, alavancas, parafusos porcas e corpo de velas.
Não é usualmente aplicado. Propriedades após laminação [RT(320Mpa), LE (180MPa) A (28%) e D (95HB)].


açovisa
Equivalentes
1010
COPANT 1010; SAE 1010; AISI 1010; UNS G10100; DIN C10 (1.0301); AFNOR XC 10; JIS S 10 C.
Composição Química
C
Mn
P
S
Si
Ni
Cr
Mo
V
Outros
0,08-0,13
0,30-0,60
0,030
0,050
-
-
-
-
-
-
Tratamento Térmico
Forj. ( )
Recoz.
Norm.
Têmpera
Meio de têmpera
Cementação
Revenimento
1260
540-730
900-955
900-925
900-925
120-205
Características
Aplicações
Tratamento sugerido
Utilizado em aplicações que não necessitem alta resistência mecânica, devido a sua alta deformabilidade.
Pinos, alavancas, parafusos porcas e corpo de velas.
Não é usualmente aplicado. Propriedades após laminação [RT(320Mpa), LE (180MPa) A (28%) e D (95HB)].


açovisa
Equivalentes
1144
SAE 1144; COPANT 1144, AISI 1144.
Composição Química
C
Mn
P
S
Si
Ni
Cr
Mo
V
Outros
0,40-0,48
1,35-1,65
≤ 0,04
0,24-0,33
-
-
-
-
-
-
Tratamento Térmico
Forj. ( )
Recoz.
Norm.
Têmpera
Meio de têmpera
Cementação
Revenimento
1204
760-815
830-910
815-845
-
120-205
Características
Aplicações
Tratamento sugerido
Boa combianção entre usinabilidade e resposta ao tratamentok térmico de têmpera e cementação.
Eixos para trabalho de média exigência, rebites, pinos, came distribuidor, juntas, parafussos, porcas e utilizado na fabricação de perfis especiais.
Normalizado . Propriedades mecânicas (Mpa) RT 696, LE 395, Al 21,5% dureza 201 HB.


açovisa
Equivalentes
1141
SAE 1141; COPANT 1141, AISI 1141.
Composição Química
C
Mn
P
S
Si
Ni
Cr
Mo
V
Outros
0,37-0,45
1,35-1,65
≤ 0,03
0,08-0,13
-
-
-
-
-
-
Tratamento Térmico
Forj. ( )
Recoz.
Norm.
Têmpera
Meio de têmpera
Cementação
Revenimento
1204
760-815
830-910
815-845
-
120-205
Características
Aplicações
Tratamento sugerido
Boa combianção entre usinabilidade e resposta ao tratamentok térmico de têmpera e cementação.
Eixos para trabalho de média exigência, rebites, pinos, came distribuidor, juntas, parafussos, porcas e utilizado na fabricação de perfis especiais.
Normalizado . Propriedades mecânicas (Mpa) RT 660, LE 370, Al 22,5% dureza 196 HB.


açovisa
Equivalentes
1215
SAE 1215; COPANT 1215; AISI 1215.
Composição Química
C
Mn
P
S
Si
Ni
Cr
Mo
V
Outros
≤ 0,14
0,75-1,05
0,04-0,09
0,26-0,35
-
-
-
-
-
-
Tratamento Térmico
Forj. ( )
Recoz.
Norm.
Têmpera
Meio de têmpera
Cementação
Revenimento
-
840-880
830-925
880-920
-
150-200
Características
Aplicações
Tratamento sugerido
Aço ressulfuda com boa usinabilidade.
Pinos e buchas aplicados em ferramentas de acionamento elétrico de mão (furadeira, serras, etc.)
Não é usualmente aplicado. Propriedades após laminação (Mpa). RT 390, LE 230, Al. 22%.


açovisa
Equivalentes
11SMnPb37
DIN 11SMnPb37; 9SMnPb36; SAE 12L14.
Composição Química
C
Mn
P
S
Si
Ni
Cr
Mo
V
Outros
≤ 0,14
1,00-1,50
≤ 0,11
0,34-0,40
-
-
-
-
-
0,20-0,35
Tratamento Térmico
Forj. ( )
Recoz.
Norm.
Têmpera
Meio de têmpera
Cementação
Revenimento
830-881
900-925
-
-
-
Características
Aplicações
Tratamento sugerido
Possuem a melhor usinabilidade da categoria.
Pinos e buchas aplicados em ferramentas de acionamento elétrico de mão (furadeira, serras, etc.)
Não é usualmente aplicado. Propriedades após laminação (Mpa). RT 390, LE 230, Al. 22%.


açovisa
Equivalentes
11SMn37
DIN 11SMn37; 9SMn36; SAE 1213.
Composição Química
C
Mn
P
S
Si
Ni
Cr
Mo
V
Outros
≤ 0,14
1,00-1,50
≤ 0,11
0,34-0,40
≤ 0,05
-
-
-
-
-
Tratamento Térmico
Forj. ( )
Recoz.
Norm.
Têmpera
Meio de têmpera
Cementação
Revenimento
830-880
900-925
-
-
-
Características
Aplicações
Tratamento sugerido
Se adicionado o Bismuto, o efeito é similar ao Chumbo em relação à usinabilidade.
Pinos e buchas aplicados em ferramentas de acionamento elétrico de mão (furadeira, serras, etc.)
Não é usualmente aplicado. Propriedades após laminação (Mpa). RT 390, LE 230, Al. 22%.


açovisa
Equivalentes
11SMnPb30
DIN 11SMnPb30; 9SMnPb28; SAE 12L14.
Composição Química
C
Mn
P
S
Si
Ni
Cr
Mo
V
Outros
≤ 0,14
0,9-1,30
≤ 0,11
0,27-0,33
≤ 0,05
-
-
-
-
0,20-0,35
Tratamento Térmico
Forj. ( )
Recoz.
Norm.
Têmpera
Meio de têmpera
Cementação
Revenimento
830-881
900-925
-
-
-
Características
Aplicações
Tratamento sugerido
Possuem a melhor usinabilidade da categoria.
Pinos e buchas aplicados em ferramentas de acionamento elétrico de mão (furadeira, serras, etc.)
Não é usualmente aplicado. Propriedades após laminação (Mpa). RT 390, LE 230, Al. 22%.


açovisa
Equivalentes
11SMn30
DIN 11SMn30; 9SMn28; SAE 1212.
Composição Química
C
Mn
P
S
Si
Ni
Cr
Mo
V
Outros
≤ 0,14
0,9-130
≤ 0,11
0,27-0,33
≤ 0,05
-
-
-
-
-
Tratamento Térmico
Forj. ( )
Recoz.
Norm.
Têmpera
Meio de têmpera
Cementação
Revenimento
830-880
900-925
-
-
-
Características
Aplicações
Tratamento sugerido
Se adicionado o Bismuto, o efeito é similar ao Chumbo em relação à usinabilidade.
Pinos e buchas aplicados em ferramentas de acionamento elétrico de mão (furadeira, serras, etc.)
Não é usualmente aplicado. Propriedades após laminação (Mpa). RT 390, LE 230, Al. 22%.


Redondas

d= Diâmetro

OBS: Utilize medidas com decimais delimitados por PONTO "." (ex: 6.35).

Quadradas

a = Lado / Diâmetro

OBS: Utilize medidas com decimais delimitados por PONTO "." (ex: 6.35).

Sextavadas

d= Diâmetro

OBS: Utilize medidas com decimais delimitados por PONTO "." (ex: 6.35).