A Açovisa prevê boas perspectivas para distribuição de aço no Brasil. | Açovisa
 
 
 
 

A Açovisa prevê boas perspectivas para distribuição de aço no Brasil.

A açovisa, distribuidora de aço localizada em São Paulo, prevê melhoria para a indústria brasileira de aço, seguindo um aumento anual nas vendas de 8,9% em relação ao ano anterior.

A perspectiva positiva diz respeito ao aumento do consumo de produtos siderúrgicos e a maior demanda das indústrias de autopeças, implementos agrícolas, peças de reposição e indústrias manufatureiras, segundo um dos executivos da companhia.

“Fechamos 2018 com um aumento de 25% nas vendas e 32% nas receitas. Até 2019, nossa meta é atingir um crescimento de 30% e 35% nas vendas e receitas, respectivamente. E muito disso virá dos investimentos que nós faremos”, conforme Andreis Bassi de Melo, sócio-fundador e diretor comercial da Açovisa, segundo o serviço de notícias O Petróleo.
A empresa destinou entre 5 e 8 milhões de reais (até US $ 2,17 milhões) em investimentos para o período 2018-19, a fim de se tornar ainda mais competitiva, segundo o relatório.

“Teremos novas linhas de produtos, trocaremos 60% da nossa frota de veículos, compraremos novas máquinas, incluindo máquinas de corte sofisticadas para todas as nossas sete unidades em todo o país”, relatou De Melo à reportagem.
“Além disso, estamos investindo em software para automatizar e integrar todo o sistema, consolidando-nos desta forma na indústria 4.0″, acrescentou.

Perspectiva para Distribuidores

Em 19 de dezembro de 2018, o Instituto Nacional dos Distribuidores de Aço (Inda) apontou um crescimento de 10% nas compras e vendas de aços planos neste ano.

No que diz respeito aos preços dos aços planos para as distribuidoras, o presidente da Inda, Carlos Loureiro, afirmou que não são esperados aumentos significativos no curto prazo, com exceção do setor automotivo.

As distribuidoras brasileiras de aços planos compraram 270,3 mil toneladas desses produtos em novembro, queda de 2,1% em relação ao ano anterior, de acordo com os últimos dados disponíveis da Inda.
As compras incluem chapas grossas de aço, chapas laminadas a quente e a frio, chapas galvanizadas laminadas a quente e eletro-galvanizadas, chapas pré-pintadas e produtos galvalume.

Por Frederico Barbosa – BNamericas
Quinta-feira, 10 de janeiro de 2019
https://bit.ly/2HyOcnC